DESDE 1939 - UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL E ESTADUAL

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIES A e B – CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA

AMCE INFORMA:
Em 12/05/2017
CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIES A e B – CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA

A CBF apresentou o Seminário de Operações dos Campeonatos Brasileiros das Séries A e B e estabeleceu as normas para efeito de credenciamento dos cronistas esportivos e fotógrafos e cinegrafistas.
A AMCE participou do evento, representada pelo associado nato Afonso Alberto Teixeira dos Santos,
Segundo o Diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, a CBF credencia e normatiza apenas para o entorno do gramado. O credenciamento para utilização das Tribunas de Imprensa e Cabines de Rádio não são de responsabilidade da CBF.
O credenciamento para estes locais deve ser feito pelas Associações de Cronistas Esportivos em combinação com os clubes donos dos estádios ou mandantes dos jogos.
Credenciamento para trabalho no entorno do gramado, zona mista, sala de coletiva.

O processo de credenciamento para o trabalho de campo deve ser feito, exclusivamente, através do site da CBF – sistema web – através do link:
http://credencial.cbf.com.br/competicoes

A solicitação para acesso ao campo deve ser feito pelo veículo e não pela pessoa física. Para isso, é preciso credenciar, no sistema da CBF, primeiro o veículo e depois os profissionais que irão trabalhar.
Informações que devem ser dadas sobre o veículo: Razão Social, CNPJ, Endereço completo, e Responsável.
Informações sobre o profissional: Nome Completo, CPF, Função, Nome da Associação de Classe a que pertence, com número de inscrição, E-mail e Celular.
Os quantitativos são os mesmos: No máximo de 30 repórteres de campo (até dois por emissora de rádio) e 30 fotógrafos, obrigando-se a usar os coletes padronizados pela CBF e ocupar os lugares a eles destinados.

Credenciamento para Tribuna de Imprensa e Cabines de Rádio e TV
O Credenciamento para Tribunas de Imprensa e Cabines de Rádio é feito diretamente com as associações de cronistas esportivos, estaduais e nacionais, em combinação com os clubes que são proprietários dos estádios e com os consórcios administradores das arenas esportivas.
De acordo com o Regulamento Geral de Competições da CBF, no Capítulo II, artigo 6º, itens VII e VIII e parágrafo segundo, que diz:
§2º – O acesso ao estádio é livre para profissionais de imprensa devidamente credenciados pela respectiva associação de classe, sendo a permanência no entorno do gramado disciplinada pela DCO.
Procedimentos e particularidades.
Cada estádio ou arena e cada Estado que recebe os jogos do Brasileirão tem suas particularidades, que deverão ser observadas.

Em Minas Gerais basta apresentação da CREDENCIAL AMCE do ano vigente para acesso aos estádios. Os cronistas de outros estados devem apresentar a carteira ABRACE ou ACEB do ano vigente.
As rádios web e comunitárias serão examinadas caso a caso. Mas só serão reconhecidas com CNPJ, atividade constante e com profissionais com registro profissional (MTB ou DRT). Cabendo a AMCE regulamentar o número de profissionais que serão credenciados.

ESCLARECIMENTOS:

01. Solicitamos da CBF estudo para que a colocação das grades de proteção na saída dos jogadores do gramado, (caso do Mineirão) seja feita de forma a não prejudicar tanto o trabalho dos repórteres.
02. ESTACIONAMENTO – Mineirão/Independência
A gestão destes espaços é feita diretamente pelas operadoras dos estádios. Eles que cadastraram e distribuíram os crachás de autorização das vagas para as empresas (capital e interior) que cobrem o futebol de forma constante, ou seja, todos os jogos.
A AMCE recebeu algumas poucas vagas para ceder de forma rotativa para empresas que normalmente só cobrem alguns jogos.
Em geral empresas do interior. Esta cessão é feita jogo a jogo mediante solicitação do interessado e de acordo com nossa disponibilidade.
Infelizmente não existe a possibilidade de vaga individual.
03. Solicitamos a operadora do Mineirão que estude possibilidade para cessão de algumas vagas para motos. Estamos aguardando resposta.

Sobre ESTACIONAMENTO repetimos a informação: Já tentamos encontrar alguma solução em todas as esferas (Operadoras, governo, órgãos diversos e autoridades) Propomos até fechamento de rua para servir como estacionamento. O problema sempre esbarra em situações da lei ou outros.
04. Mais uma vez solicitamos a colaboração de todos para os seguintes assuntos:
a) Lembrar que é PROIBIDO FUMAR dentro da área da tribuna de mídia ou entorno do gramado.
b) Evitar manifestação como torcedor dentro das nossas áreas de trabalho.
c) Não é permitido o acesso em nossa área de trabalho com qualquer tipo de roupa ou calçado com marca de times de futebol ou outros clubes esportivos.
d) A ocupação das bancadas deve ser feita de comum acordo entre todos, sempre com preferencia de ocupação para quem está transmitindo ao vivo.
e) A empresa que tem cabine (Independência) deve ocupar apenas este espaço para seus profissionais e equipamentos, deixando a bancada para outros profissionais.
f) Solicitamos especial atenção do pessoal da área técnica no sentido de não deixar malas, cabos e equipamentos nas áreas de circulação.
Solicitamos ainda que todos os associados usem sempre a CREDENCIAL AMCE de forma bem visível dentro dos estádios. É o único documento oficial e legal (Lei Federal 12.395) para acesso e circulação em nossas áreas de trabalho.

Para tirar qualquer duvida ou sugestão fale com a AMCE
Segunda a Sexta de 09 ás 18 horas
31 3481 9796 – 9 8447 6825 (ZAP) – amce@amce.org.br

Luiz Carlos Gomes – Presidente
9 8472 4299 (Wpp)

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *