DESDE 1939 - UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL E ESTADUAL

Painel do Interior

 

 

PAULA NETO

Rádio Cultura de Lavras

Como você iniciou sua carreira ?
Minha carreira começou aproximadamente á 35 anos atrás , quando eu comecei na Rádio de Lavras , e a partir daí optei pela parte esportiva que sempre gostei .

Quais foram os desafios de sua carreira?

Os desafios são no dia a dia, jogo a jogo, na transmissão, no programa que a gente faz. Porque a gente sempre tem aquela vontade , coragem de enfrentar essa dificuldade que é a imprensa mineira principalmente do interior que a gente sempre a cada dia é um desafio que a gente vence o nosso ego fica satisfeito.

Você teve alguma experiência que te marcou? E dentro da profissão?

Eu acho que a experiência de ser jornalista para mim, eu repetiria tudo de novo se eu tivesse condições de estudar. Eu nunca tinha mexido com rádio, morei vários anos em Belo Horizonte, mudei para lavras e assim fui para o rádio, vi que hoje não vivo sem rádio, se eu sair da rádio é capaz de eu perder toda razão de ser. Dentro da profissão teve várias entrevistas, por exemplo, a primeira vez que vim ao Mineirão depois de reformado, ao independência depois de reformado , já tinha participado anteriormente do Mineirão. Agora fica aquela alegria quando você uma entrevista por exemplo um Ronaldinho, também, jogadores importantes Kaká , Zico , são jogadores que quando a gente chega , sentimos a emoção de fazer um trabalho importante.
Você tem ou teve alguém como exemplo na sua carreira?

Eu até hoje me inspiro no Osvaldo Faria da rádio Itatiaia, era um comentarista que eu gostava muito principalmente por ele falar a verdade, dizer aquilo que ele via sem temer ninguém ”Coragem para dizer a verdade “era o seu jargão ,eu sigo isso até hoje , falo o que eu penso , e o Osvaldo sempre foi e sempre será meu ídolo .

Qual o conselho que você daria para aqueles que estão entrando na carreira?

O conselho que eu dou é primeiro que não é fácil, é sempre um desafio a cada partida, momento, jornada e participação. Você nunca vai encontrar as portas abertas, ás vezes umas fecham para você, outras abrem, e temos que ter principalmente muita persistência, e vontade de fazer aquilo que a gente realmente gosta .

O que a AMCE é para você na sua carreira?

A AMCE, representa a classe , é importante porque muitas coisas que precisamos , recorremos a AMCE, e isso poderia ser mais abrangente ,chegar mais a imprensa do interior, criar alguma coisa para chamar a imprensa do interior , para perto de si . Eu já tive essa oportunidade, eu fui convidado a participar de um café pela AMCE, e isso deveria acontecer mais vezes para o pessoal do interior também participar diretamente da AMCE

Qual é a diferença do jornalismo de antigamente para o dia hoje ?

O jornalismo de antigamente exigia mais de você, aparelhagem simples, hoje você melhores aparelhagens, praticamente ligou está no ar, antigamente não tinha. Precisava puxar um metros de fio , chegava em casa com o braço todo doendo de enrolar fio hoje não ,está muito fácil de fazer rádio.